Postagem em destaque

VOTE AGORA!!! SUPERCAMPEONATO - VOTE AGORA PARA DECIDIR O SUPERCAMPEÃO

VOTE AGORA!!! Tem um título em jogo e você poderá decidir o quem será o supercampeão do Concurso de Enredos 11!!! Confira os 5 e...

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

sábado, 11 de março de 2017

Enredo 1114 - Paixão e Orgulho de uma cidade










Nome oficial da Escola:
                      GRESM Segredos do Vaticano
Cores Oficiais: Verde e Amarelo
Símbolo: Escudo do Vaticano
Nome do Presidente: Raphael Khaleb
Nome do Carnavalesco: Raphael Khaleb e Mario Henrique
Número de setores: 07
Numero de alegorias: 04
Numero de alas do desfile: 18
Numero de Componentes: 2200
Nº de Casais de M. Sala e P. Bandeira: 02 
Amanda Poblete e Thiaguinho Mendonça
Cintya Santos e Rodrigo França
Rei de Bateria: Jefferson Moura






 “O que eu sinto
a cada ano eu não vou calar,
não há palavras
que me ajude a compor”

   Esse amor que nos tornou amigos. E essa amizade e esse carinho pela escola de são Gonçalo nos fez contar a sua trajetória na Cidade maravilhosa. Não contaremos a historia e sim a sua chegada ao rio de janeiro e como se tornou essa potencia.

“ Saudade bate, escorre o choro.
 Meu povo em coro canta você
No corpo corre um arrepio
Não é de frio, é de prazer
Meu samba é por você que eu me embalo
O tigre é de são Gonçalo
Vermelho e branco até morrer !!!”

Raphael Khaleb e Mario Canneda





Adeus tristeza... por favor não vá chorar
Hoje é dia de alegria, seu sorriso contagia
Com brilho nos olhos, se divertir
São Gonçalo é você...
Semente lançada à natureza
Fertilidade do ventre abriga
Alimentada na pureza
Dá a luz que reflete em vida

A Porto da Pedra é paixão, misto de felicidade
Pelos quatro cantos desse mundo
Com ordem, progresso, amor e folia
O Tigre mostra as garras na avenida

Somos tigres e tigresas, salpicando de beleza
O carnaval desta cidade
E doido pra ganhar o carnaval
Faz parecer bem natural, a loucura que é essa vida

Meu Tigre é só amor
Sacode a cidade, levante o astral
Minha escola tão linda,
Encanta nesta festa multicor





Feche os olhos, escute o coração
Me leva que eu também quero sonhar
Quem não sonhou jamais amou,
Não sabe o que é se libertar
Vem na magia,
Me beija nesse mar de amor
Me embalei nesta viagem,
Você é meu porto. Da pedra te enviei

Eu quero é mais, eu quero é mais
O combustível da ilusão me satisfaz
Cada porção traz um cuidado especial
Para o deleite e a emoção no carnaval
 
Tá de bobeira, carlota? Esquece Dom João
O morro resistiu , E no samba fez escola
no toque do artista, o mundo encantou
E Toma de assalto o meu coração

É carnaval, hoje vou revelar
Coroada hoje vai te coroa
Mas sem razão caiu na prisão
Foi condenada por querer se campeão










Liberdade, pelo amor de Deus
Liberdade a este céu azul
Na grande viagem, a fé na bagagem
É A verdade que embala o meu coração

É sempre assim, o proibido traz sedução
Do início ao fim, do paraíso a tentação
Na magia do lampejo, se aproximou de Deus
Quando a razão se fez mais clara,

 
A humanidade renasceu. Renasce,
A minha escola mais querida
E deixar feliz da vida,
Aquele que lhe deu a mão


Os olhos do tigre vai brilhar, meu grande amor
No manto sagrado carregam a emoção
Mesmo com as marcas que a dura vida traz
O seu encanto não se desfaz

Neste carnaval, caminho para um mundo bem melhor
É dia de festa! É coroação!
E lá vou eu, sou bom malandro e sou fã da liberdade...
Lá vou eu, sou o tigrão, eu sou o dono da cidade!



Bota pra ferver, Porto da Pedra!
Faz essa galera delirar!
Orgulho e paixão de uma cidade
E lá vou eu, comunidade, a cantar



Setor 01: O nascimento do Tigre Gonçalense
 Graças a um apoio dado por Jorginho do Império, após a realização
de um show na escola, a Porto da Pedra decide ganhar o mar e atravessar a baia, porem o que o povo não sabe é que a agremiação nasceu em 1978 oriunda de um time de futebol do bairro da escola.

Comissão de Frente: O tigre recebido na Sapucaí 

    Representa membros da velha guarda de 14 escolas tradicionais de samba do Rio de Janeiro, de braços abertos, recebendo o Tigre de São Gonçalo. São eles



1. Beija Flor,
2. Caprichosos
3. Estacio,
4. Grande Rio
5. Imperatriz
6. Império Serrano,
7. Mangueira,
8. Mocidade,
9. Portela,
10.  Salgueiro,
11.  Tijuca
12.  União da Ilha
13.  Vila Isabel
14.  Viradouro,



1º Casal de M. Sala e Porta bandeira - São Gonçalo se Despede do seu filho querido
Thiaguinho e Amanda
Ela Representa São Gonçalo, cidade natal que se despede do Tigre de São Gonçalo (ele) que parte em pro da Glória do Carnaval.



Ala 01: Velha Guarda - O apoio da Coroa Imperial     
A Velha Guarda representa o apoio da Coroa Imperial de Madureira e o seu maior representante: Jorginho do Império, grande incentivador da partida da escola para o outro lado da baia de Guanabara.




Carro Abre alas: Atravessando a Baia de Guanabara   
   Representa a partida dos componentes da Porto da Pedra de São Gonçalo para o Centro da Cidade, local do primeiro desfile.  Na Av; Rio Branco. Uma grande barca pintada na estampa da agremiação e com o neon com nome da escola já vem para ganhar a avenida.

Destaque principal: Raphael Khaleb - O maior dos torcedores que já conheci

Composições:     Os tigres entram na barca e atravessam em busca da felicidade. Representa a torcida da agremiação que entra na barca e atravessam a Baia de Guanabara e a Praça XV rumando ao primeiro desfile na Av. rio Branco.

Setor 02: O Inicio dos desfiles: da chegada a Sapucaí ao desfile das campeãs
 Sou Porto Da Pedra e Faço samba pro amor. Aporto, desde o seu primeiro desfile em 1994 só acumulou vitorias. Nos dois primeiros anos fora um vice-campeonato (1994) e um campeonato (1995), alçando grandes voos no grupo especial, um nono lugar em 1996, em seu ano de estréia e a volta as campeãs em 1997, num honroso quinto lugar.

Ala 02: Baianas - Um novo sol um novo amanhã (1994)
As Baianas vem representando o sol, um novo sol que nasce para o nosso tigre após atravessar a Baia de Guanabara, em alusão ao enredo de 1994 quando foi vice campeã do Grupo E (Grupo de Avaliação)



Ala 03: Campo-Cidade (1995)
A Ala representa a vitoria... Num convite feito, a escola abre a segunda noite de desfiles na recém criada LESGA. Com um enredo que é um contraponto do rural com o urbano, Espantalhos, com costeiro de prédios representam a batalha do campo com a cidade, enredo Campeão de 1995, ganhando o direito de abrir a Segunda noite de desfiles do grupo Especial no ano seguinte.

Rei de Bateria:  Endiablada (1996) - Jefferson Moura
Nosso Rei de bateria, representa o carnaval da Espanha, A Endiablada. Que ficou conhecida no nosso carnaval, pela volta ao mundo pelos carnavais em 1996, ano de estréia da agremiação no Grupo Especial. 

Ala 04: Bateria - Um Carnaval dos carnavais (1996)      
A bateria representa as máscaras, elementos clássicos do “Carnaval dos Carnavais”, enredo esse que ficou com 9º lugar no primeiro ano de disputa no grupo especial.


Ala 05: Passistas - Menino Maluquinho, a infancia no reino da folia (1997)
Menino, maluquinho pela idade.  Assim a ala de passistas, representando a loucura, enredo que levou a escola uma única vez ao desfile das campeãs, em 1997. Eles de maluquinhos e elas de maluquetes.




Setor 03: O declínio e a volta ao grupo de acesso
Quando dava certo o titulo da agremiação, o primeiro baque, a escola após fazer uma apologia ao crime, foi injustamente rebaixada, e nesses anos de 1999 a 2001 oscilou entre o grupo especial e grupo de acesso.

Ala 06:...Isso é um assalto (1998)
A ala prisioneiros, em alusão ao enredo de 1998, onde falou de ladrões, e acabou sendo rebaixado




Ala 07: Compositores - As guerras de confete (1999) 
Os compositores da escola vem de confete e serpentina, uma alusão as grandes brincadeiras momescas, enredo da agremiação quando voltou a  série A em 1999;
Ala 08: Ordem e progresso (2000)
A ala traz o carnaval dos 500 anos, a bandeira do nosso país vira tema para a escola que abriu o carnaval do descobrimento falando sobre os ideais republicanos. E mesmo rebaixada, mostrou sua ordem e progresso. 





Carro 02: Crescer e Viver agora é lei (2001)
Todo mundo quando fala de criança, mostra o seu lado divertido de ser. Mas o que nunca mostraram foram os direitos e deveres de cada Criança, nessa singela homenagem aos 20 anos de criação do ECA (2001), defendido pelo palhaço do povo, Carequinha. o carro traz a doçura e a ingenuidade infantil.
Destaque Principal: Wallace Santos

O palhaço defensor das crianças – Uma homenagem ao palhaço carequinha, grande defensor das crianças e do ECA. Destaque principal da agremiação nesse carnaval 

Semi destaque: Gabriela Paiva
Brincar e ser feliz – Mostra a infância, a mensagem que o estatuto quer das crianças.

Composição: As 10 leis que protegem as crianças
Cada composição representa uma de cada das leis trabalhadas no estatuto, com 10 fantasias diferentes.


Setor: 04: A volta ao Grupo Especial
Eis que ela volta pro lugar que nunca deveria ter saído. Depois de conquistar o seu segundo titulo em 2001 (o primeiro foi em 1995), a agremiação desfilou muitas anos no grupo especial com os enredos mais variados e vários carnavalescos passaram por esses 10 anos na alvirubro de São Gonçalo.

Ala 09: Ala das damas - Serra Acima... (2002)  
 A ala das damas, representa a Grande Rainha Carlota Joaquina que fez de Petrópolis, Cidade imperial, a sua cidade de descanso. O requinte da Corte Portuguesa é o enredo da escola na sua volta ao especial em 2002.








Ala 10: O jeitinho das Ruas (2003)     
Ala representa aqueles que dão o maior “jeitinho” para sobreviver nas ruas pelos moradores dela, numa síntese do que foi o enredo de 2003


Ala 11: Os mensageiros da vida (2004)  
Porque não se corresponder? 
Sinal de fumaça? Garrafa? Carta? E-mail? Não importa! Desde que a comunicação seja mantida com a escola. Como foi feita em 2004. A Ala representa as formas de comunicação






Destaque de Chão: Jessica Vieira - Festa profana (2005)  
“Deus Baco, bebe sem mágoa. Você pensa que esse vinho é água”
   Jessica representa as festas de Baco, em mais uma visão da escola sobre o Carnaval, a terceira, dessa vez mostrando a Festa profana do Tigre, numa releitura do enredo da madrinha.

Ala 12: Bendita és tu entre as mulheres do Brasil (2006)   
Ala representa “semente lançada a natureza.” Assim definimos elas, exemplos de mulher. Seres



2º Casal de M.Sala e Porta Bandeira - Cynthia Santos e Rodrigo França

O encontro das nações : África do Sul e Japão (2007 e 2008)  
Rodrigo representa a África do Sul e a luta de Mandela, pela liberdade representada no carnaval de 2007.
Já Cinthia vem representando outra luta pela liberdade, dessa vez a dos japoneses (2008) quando deixam os eu pais para vir em busca de um lugar ao sol

Destaque de Chão: Solange Queiróz - A Curiosidade matou o gato  (2009)

O destaque de chão representa uma virada de jogo acontece na porto da pedra, depois de duas homenagens seguidas e a luta para se manter na elite, a escola aposta em enredos cujo a pesquisa são o forte e porque não levar a curiosidade para a avenida? Mostrar onde chegaram os avanços da humanidade quando aprenderam a curiar?

   

Ala 13: Eu sou a moda (2010)     
Ala vem num requinte e beleza. Afinal de contas, quem nunca se apaixonou pela moda? 2010 foi o ano o Tigre fashion Week, onde as passistas deixaram de ser simples passistas para serem modelos na passarela do samba. 

Carro 03: A bruxa boa vem ai (2011)  
 O carro representa 2011. A bruxa boa vem ai, e eu quero ver. Considerado por muitos como a autentica bruxa boa dos nossos corações, Maria Clara Machado (2011) trouxe um ar nostálgico e infantil a avenida quando passou com as mais belas obras primas no carnaval do tigre.

Destaque Principal: Luciana Peçanha - Representa Angela, a bruxinha boa
  A destaque vem representando a bruxa protagonista dessa incrível trama na qual não quer ser ma como as outras bruxas.

Composições: Representam Pluft, o fantasminha
   As composições da escola vem de fantasmas estilizados. 

Elementos coreografados: Representam ‘O rapto das Cebolinhas”
  Na borda do chapéu do cavalinho azul, a grande escultura da cavalo azul vem com as cebolinhas escondidas na borda e em parte do samba, elas levantam e interagem.

Setor 05: Os tristes dias no acesso
   2012 era o ano da agremiação, depois do sucesso que fez o enredo
infantil, a temática infantil continua a mesma. Porem focada na alimentação  materna. Porem o leite talho e a escola foi rebaixada no acesso trouxe enredos tipo Sapato (2013) e energia (2015) e ops que mais emocionaram foram sobre os casais de mestre sala e porta bandeira (2014) e o palaço carequinha (2017) agora é so aguardar chegar 2017.



Destaque de chão: A seiva materna (2012)    
E quem poderia imaginar que amamentação daria samba? assim foi o carnaval de 2012 falando sobre a importância do aleitamento materno, tema que não foi bem visto pela critica e jurados que acabou rendendo mais um rebaixamento a escola.

Ala 14: A princesa esquecida (2013)   
A ala representa Cinderela, que em 2013 era considerado uma sapatada para a escola coma recém chegada o Carnavalesco Fabinho Ricardo, mas a escola, que resolveu falar sobre o sapato. Perdeu tudo isso a menos de 30 dias antes do desfile e para trazer esse enredo, a personagem mais ilustre, A princesa que perdeu seu sapato e conquistou o seu amor.

Tripé : O sapato de cristal - Destaque:  Solange Gomes - Cinderela  
Já que falamos de sapato porque não trazer a princesa mais ilustre que consegue fisgar seu amado com a perda de um simples sapatinho de cristal?



Ala 15: Ala de casais de M. Sala e P. Bandeira - Nobres casais (2014)   
Meu tigre convida a bailar, hoje toda a realeza é um caso de amor. 2014 será assim mostrando respeito as majestades do samba. 12 casais. Isso mesmo, 12 casais passam na avenida representando casais que passaram pela agremiação de São Gonçalo ao longo da sua história



Ala 16: Recarregar as energias (2015)

2015, A porto da pedra precisava da energia necessária para passar na avenida. Com o enredo “Há uma chama que não se apaga”, a da escola quase se apagou e num desfile cheio de problemas quase visitou a série b. com isso a ala representa o recarregar de energias.


Ala 17: Baianinhas - “Tá” certo ou não “ta”? (2016)  

Ano da redenção. 2016. As baianinhas representam uma singela homenagem ao maior palhaço da história e ao fato de ser gonçalense de coração, levou o tigre brincalhão as cabeças da competição. Conquistando um honroso quinto lugar.

Ala 18: Ah! Lá! Lá! Oh! (2017)
 2017. A Porto da Pedra cantará o carnaval carioca, na incrível animação das Marchinhas. Passando pela historia dos carnavais de rua nos blocos de embalo.


Carro 04: O Tigre imperial: O encontro entre duas co-irmãs
       
Parabéns. Depois de 23 desfiles com muitos altos e baixo, o tigre tem seu valor reconhecido na avenida e numa singela homenagem, a Vaticano e o tigre Campeão.
   Como os símbolos da escola são Tigre, vamos coroar esse tigre como vencedor do carnaval do CBE






Destaque Principal:  Claudio Andrade – O brilho da vitoria
    Representa o brilho da Estrela Imperial ao homenagear o tigre de São Gonçalo.

Semi Destaques: As tigresas da Porto
Uma forma de homenagear algumas das rainhas de bateria da Porto da Pedra



Cláudia Mauro
Ângela Bismarchi
Valeska Popozuda
 
Ellen Roche
Bianca Leão
Veronica Araujo


  





SANTOS, Bruno Cesar.  "Orgulho e Paixão de uma cidade": a historia do GRES Unidos do Porto da Pedra. Rio de Janeiro : Multifoco, 2015.

Enredo desenvolvido por Raphael Khaleb e Mario Henrique Canneda
E-mail:raphauff@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores