Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

terça-feira, 22 de julho de 2014

SEXTO CONCURSO DE ENREDOS

Todos os enredos enviados de agora em diante estão automaticamente inscritos no SEXTO CONCURSO DE ENREDOS.


Atenção para as datas:

NÃO DEIXE DE LER O REGULAMENTO DO SEXTO CONCURSO DE ENREDOS!!!

Prazo final para entrega dos enredos: 29 de Setembro de 2014
Julgamento dos jurados: 1 de Outubro até 31 de outubro de 2014
Apuracão do SEXTO CONCURSO: 8 ou 9 de Novembro, 16 horas, em local a combinar.

Os jurados julgam o quinto concurso, mas a luta pelo Sexto Concurso também começa agora! 


Mudanças:
O regulamento ficará um pouco mais simples, mas sem grandes alterações.

Devemos ter mudanças nos quesitos.
O sub-quesito Carnavalização deve novamente se separar do quesito DESENVOLVIMENTO. Mas agora se une com o quesito CONJUNTO. Acho que o quesito Conjunto ganha com a união com carnavalização. Analisando assim se o enredo como um todo está pronto para o desfile, se foi carnavalizado, etc...

Para quem não participou dos primeiros concursos, o quesito carnavalização era um quesito único. Neste concurso procurando reduzir a técnica e priorizar a temática, eu uni carnavalização e desenvolvimento. Eu ainda troquei de posição os quesitos de Exploração temática e Explicação, procurando deixar a Exploração temática como quesito principal, depois do conjunto geral. Essa mudança será mantida para o sexto concurso.

Uma nova obrigatoriedade será incluída que é a EXPLICAÇÃO INICIAL dos setores no desenvolvimento. Essa explicação é um simples resumo da ideia de cada setor, que facilita muito o julgamento dos enredos, pois temos explicada a proposta geral do setor, uma simples olhada em alas e carros já temos uma noção se o autor conseguiu representar aquilo que pretendia, além de uma clara noção dos capítulos do enredo. 

ex: 1º setor – “A estrela do morro”
                Este pequeno setor retrata o nascimento de Valesca, no bairro do Irajá. Teve uma infância simples, sua mãe trabalhava de faxineira. Mas desde sempre já tinha o dom de encantar as pessoas com sua graça.
Comissão de Frente – Encantos de Valesca
Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira – O dom divinal
1º carro – Nasce no morro uma estrela



Recomendação:
Vou recomendar que os enredistas coloquem uma ou mais imagens nos seus enredos para ilustração. Mas recordo que o texto ainda é o principal, ausência ou presença de imagens em nada deve prejudicar a avaliação nos enredos. É apenas uma embalagem, que vende e valoriza as obras. 

4 comentários:

  1. Boa tarde ! Poderia dar um exemplo simples de como seria está EXPLICAÇÃO INICIAL dos setores no desenvolvimento. ??? Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. CONCURSO DE ENREDOS27 de junho de 2014 12:27

    Você pode conferir em http://concursobrasileirodeenredos.blogspot.com.br/search/label/exemplo%20de%20enredo
    Peguei dois enredos do carnaval passado e coloquei como modele exemplos de apresentação.


    No desenvolvimento, no começo de cada setor fazer um breve resumo sobre o que será mostrado no setor. Ex: Setor 01- Neste primeiro setor vamos falar da cor branco da bandeira nacional e todas as suas representações a paz, as estrelas da bandeira.... Depois disso vem as alas e carro do setor.
    Setor 02 - Neste segundo setor vamos falar do amarelo e todas as suas representações, o ouro, a riqueza, os grãos, a fartura... Setor 03 - Representando o azul da bandeira nacional, vamos trazer o mar...

    ResponderExcluir
  3. CONCURSO DE ENREDOS27 de junho de 2014 12:31

    Ainda olhando os enredos do quinto concurso. Por exemplo o da Valesca:
    5º setor – “Diva do Brasil”
    O último setor da escola é o caminho de Valesca desde sua decisão de enfrentar uma carreira solo até a coroação como diva do Brasil. Essa coroação é resultado de uma série de conquistas da cantora.
    Ala 16 – Carreira solo
    Ala 17 – Beijinho no ombro
    Ala 18 – A grande família de “Popofãs”
    Ala 19 – Pensadora contemporânea
    Ala 20 – A redenção nacional aos encantos da favelada (Velha Guarda)
    Carro 5 – A consagração da Diva do Brasil

    Esse é um exemplo do que é esperando. Em cada setor no desenvolvimento foi explicado resumidamente a ideia de cada setor.

    ResponderExcluir

Marcadores