Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!

Atenção carnavalescos e presidentes de escolas de samba!
Gostou de uma ideia, Clique na lâmpada e leia a nossa recomendação!

quinta-feira, 6 de julho de 2017

No acalmar de tudo - Mais sobre o 11



Ainda refletindo sobre o considerado "terrível" julgamento e notas do Concurso de Enredos 11, tempos depois, que fica tudo mais calmo, sigo considerando que foi exitoso, bastante exitoso..
Todos os enredos foram questionados, ninguém passou ileso das suas eventuais falhas. Podem não ter gostado de um jurado, podem não ter ficado satisfeitos com uma parte das notas, observações. Mas receberam um retorno, alguns saberão crescer, tirar proveito de alguma maneira dos apontamentos que receberam.
Apenas lamento que no calor do momento, muitos não souberam conversar e até dialogar sobre o que poderíamos fazer de melhor para a edição seguinte.
Mas independente de tudo isso, vou tentar novamente 8 jurados, talvez 10 jurados. Vai depender dos jurados, a meta baixa é no mínimo 4 notas e quanto mais melhor buscando no final ali 8 notas OU MAIS se for possível...
O que eu percebi, é que mais jurados, podemos até ter mais gente implicando com eles, aumenta as chances de insatisfação com nomes de jurados, pois temos aumentado as notas, as críticas... Mas é saber lidar com isto, é importante aprenderem a lidar com isto. O mais importante ainda neste processo não é necessariamente ganhar, pode ser crescer, ter o maior retorno possível de observações e o autor tem a liberdade para fazer disto o que quiser.
Mesmo que ainda uns queiram se colocar em pedestais que não vale nada. Eu pensaria melhor sobre isto. E no número dos jurados, se busca isto, mesmo que a suposta figura se considere o enredista perfeito, alguém deve ter acertado com ele...
E mesmo assim, o grande número também ameniza as distorções, o peso de um jurado no meio de vários fica bastante enfraquecido, o consenso é decisivo. Tivemos muitos casos de dois jurados descontando muita nota de um enredo, mas ele voltou para o jogo com as notas dos outros 6. Se tem margem ampla para no final temos um resultado coerente, isto sempre é procurado.

Repito o resultado do 11 foi muito coerente, pode não se agradar todos da maneira que todos imaginam. Cada um tem a sua classificação, nunca o resultado final será XEROX desta lista imaginária. Mas sabendo entender a disputa, reconhecer os acertos dos que ficaram bem colocados, saberão enxergar que o resultado final do 11 foi COMPLETAMENTE EXITOSO. Um sucesso!
Queria eu que o carnaval real tivesse um panorama tão exitoso! E tantas vezes já tivemos exitosos! Posso dizer de boca cheia que já entreguei "DEZENAS" de apurações, não foram 1, 2 ou 5, já estou nas DEZENAS, nunca tive nenhum constrangimento como acontece seguidamente no carnaval real. E sei que um dia poderemos errar no resultado, pois isto também faz parte do jogo!
Sobre o 11, o panorama final entregue irei morrer afirmando: Fiquei muito satisfeito e tenho muito orgulho do trabalho que entreguei! Exatamente por isto, achei desde o começo que esta edição não merecia aquelas críticas absurdas que recebeu. O concurso não merecia!

E mesmo que uns não gostem de algo, opções entregues são vastas e forma vastas, assim como tivemos no 11, vamos ter no 12:
- Votação popular
- Abacatibope
- Os apontamentos feitos no grupo (embora cada vez mais fracos nesta parte, os participantes muitas vezes pensam muito em si e pouco nos outros, mas ainda esta parte tem um retorno razoável)
- Julgamento dos jurados

Retornos de diversos tipos para todos os gostos! É saber aproveitar e tirar proveito do melhor da vastidão de coisas que procuramos oferecer.
Quem quer tirar e ficar se segurando com o pior de uma edição, lastimamos, está deixando de curtir uma porção de coisa legais que foram oferecidas.
E não esqueçam, tudo faz parte do concurso, o formato inteirinho!
Que é uma criação coletiva, aberta, gratuita e que procura proporcionar diversões, emoções diversas!
Azar de quem perde! Azar de quem fica de fora!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores